NUNCA PÁRE DE LUTAR!
Perfil
Glitter Photos
[Glitterfy.com - *Glitter Photos*]

Nome: Nita

Idade: 29 anos

Contato: nita_legal@yahoo.com.br

Quem sou eu: Sou uma mulher cansada de tentar fazer dietas e mais dietas, de tomar todos os tipos de remédios, manipulados ou não, caseiros ou não, que decidiu fazer a cirurgia bariátrica. Cheguei ao IMC 51, tomando 3 tipos de remédios pra hipertensão duas vezes ao dia. Com depressão e auto-estima baixa, pq pode até existir gordinha feliz, mas obesa severa não. Fiz a técnica Fobi-capella aberta com anel no dia 29/07/2008 com o dr. Sérgio Arruda em Brasília. Sei que a cirurgia não é um milagre, é só um instrumento que me ajudará a conquistar uma melhor qualidade de vida. Sei que o caminho é longo, mas sei que com a graça de Deus, eu chego lá. pq sem Ele eu jamais teria tido forças pra encarar uma cirurgia como essas. sem Ele eu jamais teria força pra suportar o pós-operatório. Obrigada Senhor Jesus, a ti seja dada toda honra e toda glória :) Também agradeço ao meu marido, que está sempre ao meu lado, ao meu filhinho que mesmo tão pequeno me apoiou e a todos os meus familiares. Além da obesidade e da cirurgia bariátrica, sou uma mulher romantica, carinhosa, vaidosa, um tanto melancólica, sonhadora, brincalhona, por vezes mal humorada, que acredita em deus, tenta fazer o bem sempre, amo a minha família independente de qualquer coisa e adoro fazer novas amizades :)

Gatinho Bebeto: Ele ama brincar com o mouse :)

Humor do Dia



Meus Links
Minhas coisinhas (Anita)
Dr. Sérgio Arruda (cirurgia bariátrica)
Beth
Gra
Taty carioca
Larissa
Aline
Valentina
Juliana
Cacau
Déborah
Debbye
Ingrith
Coca Zero
Mãe Sozinha
Melly
Lú máfia
Jadi
Ana Giovanna
Patrícia
Karin
Fabíola
Cláudia Arantes
Pati Faccioli
Super pérolas
Sabrynna
Cynthia Barreto
Fernanda
Bett
Danny Mou
Thaís Caratti
Chris
Magra emergente
Walquíria e Júlio
Daniella
Rogélia
Cláudia Gonçalves
Patrícia Galega
Weroka Dias
O poder da mudança
Camila
Aninha
Edna
Tany
Sabino Horta
Gordinhas Maravilhosas
Aline
Tita
Karina
Priscila
Fabíola Neves
Thaisa



Arquivos

01/12/2010 a 31/12/2010
01/05/2010 a 31/05/2010
01/04/2010 a 30/04/2010
01/03/2010 a 31/03/2010
01/02/2010 a 28/02/2010
01/01/2010 a 31/01/2010
01/12/2009 a 31/12/2009
01/11/2009 a 30/11/2009
01/10/2009 a 31/10/2009
01/09/2009 a 30/09/2009
01/08/2009 a 31/08/2009
01/07/2009 a 31/07/2009
01/06/2009 a 30/06/2009
01/05/2009 a 31/05/2009
01/04/2009 a 30/04/2009
01/03/2009 a 31/03/2009
01/02/2009 a 28/02/2009
01/01/2009 a 31/01/2009
01/12/2008 a 31/12/2008
01/11/2008 a 30/11/2008
01/10/2008 a 31/10/2008
01/09/2008 a 30/09/2008
01/08/2008 a 31/08/2008
01/07/2008 a 31/07/2008
01/06/2008 a 30/06/2008
01/05/2008 a 31/05/2008


ETC...
Clique aqui para me indicar

Dê uma nota para meu blog


Stats...


Créditos






www.my-calorie-counter.com     The webs free Exercise Journal
www.my-calorie-counter.com     The webs free Exercise Diary
Wizard Animation




Postado por: Fofada às 21h59
[ ] | envie esta mensagem



Adeus ano velho...

 

Sempre que o ano acaba temos a impressão de que ele voou.

 

Gosto desse clima de final de ano, comprar muito, mesmo sabendo que a maioria do que foi comprado  depois não será usado rs

Pq essa balela de que Natal é pra comemorar o nascimento de Jesus e as pessoas ficam boazinhas e blá blá não cola pra mim. Natal é comércio, e a raiva que dá é que gastamos tanto em dezembro e janeiro entra com grandes promoções . Não gosto de natal, já falei aqui que natal é a cara de minha mãe, que gostava de reunir a filharada, genros, noras a netaiada fazer aquela ceia com amigo secreto e tudo. Como ela faleceu dez dias antes do natal, sei lá, é meio estranho.

 

Em janeiro completo dez anos de casada e são dez anos passando natal dentro de casa. Meu marido é anti-social, totalmente o contrário de mim. Ano passado isso quase deu divórcio, pq fomos convidados para ceias e ele ñ quiz ir e me deixou ir sozinha, eu claro fui. me senti na berlinda de não aproveitar o natal e tb por deixá-lo em casa. Mas quer saber, ah cansei. Na maioria das vezes saio sozinha com meu filho, me sinto uma mãe solteira. Sinto como se não fosse amada. Sei lá, meu marido tem as neuras dele, todos nós temos. Os opostos se atraem, enquanto eu gosto de tá rodeada de gente conversando e sorrindo, ele gosta de está dentro de casa. Meu filho segue o mesmo rumo e assim caminha a humanidade. Em algumas ocasiões esse ano, decidí não sair sem ele, usei a tática de onde o boi vai a vaca vai atrás, mas credo, consigo ficar dentro de casa não hahahaha

 

Esse ano meu filho foi pra casa da minha irmã, meu marido não quiz ir pq gosta de ficar é dentro de casa, eu fiquei pra fazer companhia. Trabalhei das 14 às 20hs dia 24, comí um pão com salcicha na padaria e comprei umas latinhas de skol. Fiquei na internet conversando com outros loucos que não tinham o que fazer na noite de natal  tomando cerveja e ouvindo Jota Quest "...hj preciso de você, com qualquer humor, com qualquer sorriso... hj só tua presença, vai me deixar feliz... só hoje..." umas trocentas e vinte e quatro vezes, e também a música da Pitty EU QUERO SEMPRE MAIS eu aumentava a caixinha de som do PC e meu marido aumentava o som da TV  e ele me chamando de bebinha pq eu estava chorando. Fomos dormir antes de meia noite e eu não sei quem ficou rodando a minha cama a noite inteira. Rodaram tanto a minha cama que eu tive que vomitar kkkkkkkkkk levantei pra tomar um banho e percebí que não era a cama que tava rodando e sim minha cabeça. Caramba eu nunca bebí tanto na minha vida. Nem os dentes conseguí escovar pra ir dormir rs Parece que a noite não ia passar nunca

No dia seguinte, ah o dia seguinte. Estava tremendo, com dor de cabeça, dor no estômago e sem um pingo de paciência com o tanto de gente que veio almoçar aqui. Minhas irmãs, irmãos, sobrinhos (as), pai e boadrasta affe parece que o dia 25 não ia acabar nunca. Mas enfim acabou-se. NUNCA MAIS EU BEBO!

Esse ano pretendo passar de branco a noite de Reveillon, já que passei de vestido vermelho e fiz coisas que até Deus duvida, esse ano será de branco. Não acredito nessas coisas mas vá lá que funcione rs

Esse ano foi bom. Assinei minha carteira de trabalho, pela primeira vez na minha vida, aos 29 anos. Voltei a estudar pra concurso público, tornei a parar. Decidí sair da igreja onde eu congregava desde 2001, entrei em outra. Fiz amizades belíssimas que acabaram, conhecí ogros, pessoas legais, grandes amigos na OI. Tive forças pra pedir demissão quando o emprego não tava legal, partí pra um melhor. Enfrentei desafios, aprendí coisas novas, viví  novas emoções, umas boas outras nem tanto.

 

Aprendí o sentido da palavra FAMÌLIA e da palavra AMIZADE.

 

Que nem sempre querer é poder.

 

Que pode existir belas amizades independente de idade, religião, cultura, raça ou cor. Agora entre homem e mulher não hahahahaha

 

Aprendí que nem sempre devemos ser sinceros, ou vc leva na cara.

 

O melhor mesmo é sempre fazer o que se acha certo, correto, sempre, sempre, independente de ser ano novo ou não.

 

Ter recebido a notícia de que meu filho reprovou a segunda série foi um grande baque para mim, me deu uma sensação de impotência, de não ser uma boa mãe. Logo eu que sempre fui tão estudiosa, nunca reprovei. Serviu de alerta para procurar ajuda profissional para ele, que avaliou seu caso como gravíssimo.

Bom é isso, que 2010 seja bem melhor pra todos nós

Feliz ano novo a todos e que Deus seja conosco em 2010, acreditando sempre que dias melhores virão :)



Postado por: Fofada às 12h22
[ ] | envie esta mensagem



Parabéns Mozão!

Os melhores momentos da minha vida são quando estou ao seu lado, e os piores também, rs, isso se chama casamento.

Obrigada por me aturar, perdoar, me aceitar, enfim está sempre ao meu lado :)

Te amo!

Na obesidade...

Um tiquinho mais magra... (a data tá errada, foi em janeiro de 2009, mas não no dia primeiro)

Te desejo muitas e muitas felicidades, que essa data se repita por muitos e muitos anos, meu amorzão!

O verdadeiro homem não é aquele conquista várias mulheres e sim aquele que conquista a mesma mulher várias vezes.

Sua Guti

Apaixonado

 



Postado por: Fofada às 22h47
[ ] | envie esta mensagem



 

 

 

 

 

Ontem comprei esses dois livros nas Lojas Americanas:

 

Mentes Inquietas


 

É muito comum que o transtorno do déficit de atenção (TDA), conhecido popularmente como hiperatividade, esteja cercado de preconceito: quase todos o associam apenas a pessoas rebeldes, mal educadas, distraídas ou agitadas. Na verdade, alguém com as características de um TDA pode ter um imenso potencial criativo que não é direcionado de maneira adequada. Mentes Inquietas se propõe a desmistificar esses comportamentos e indicar um caminho para que suas qualidades sejam exploradas de forma eficiente e transformadora.

 

 

Desatenção, hiperatividade e impulsividade

Pessoas com comportamento distraído, enrolado, esquecido, desorganizado impulsivo, agitado, inquieto, desastrado podem ser portadoras do transtorno do deficit de atenção com hiperatividade (TDAH), popularmente conhecido como hiperatividade infantil.

Via de regra, os portadores de TDAH são injustamente rotulados de preguiçosos, mal-educados “bicho-carpinteiro”, avoados, irresponsáveis ou rebeldes, mas na realidade possuem um funcionamento cerebral diferente, que os fazem agir dessa forma. O TDAH ou simplesmente TDA é caracterizado pela seguinte tríade de sintomas: desatenção, impulsividade e hiperatividade mental e/ou física. Manifesta-se ainda na infância e está presente em 3 a 7% nas crianças em idade escolar. Tais crianças frequentemente apresentam dificuldades de concentração e de relacionamentos, ocasionando incompreensão de amigos, pais e professores.

Um dos maiores problemas que permeiam o TDA é a falta conhecimento sobre o assunto, tanto na população leiga quanto nas áreas médica, psicológica e educacional. Muitas pessoas com TDA passam a sua vida inteira sem ter a mínima noção de que o problema tem solução e de que precisam de um diagnóstico e tratamento adequados. Menos conhecido do público em geral é o fato de que a hiperatividade física nem sempre está presente nos portadores de TDA. Somente 50% desses indivíduos apresentam agitação física. Por isso, a condição básica para se firmar o diagnóstico de TDA é a hiperatividade mental (uma mente inquieta, ruidosa, que vive “a mil por hora”). Isso dificulta sua concentração, em função da tempestade de pensamentos e ideias que pairam em suas mentes.

Os meninos estão mais propensos a apresentarem o TDA com hiperatividade física. Já as meninas são mais quietas, desligadas, sonhadoras e, por isso mesmo, não chamam a atenção quanto ao seu comportamento. Os meninos são mais acometidos que as meninas, numa proporção de 3:1.

Ninguém adquire TDA na vida adulta. O transtorno do deficit de atenção é uma condição que acompanha a pessoa desde sempre, sendo constitucional e inerente à sua biologia. A pessoa nasce TDA.

Ao contrário do que se possa pensar, os TDAs não possuem parca inteligência ou algum problema de ordem cognitiva. Eles apresentam grande potencial criativo e intuitivo, muitas vezes com QI acima da média. O grande “x” da questão é canalizar suas habilidades inatas em  algo realmente producente. 

Comecei a ler com meu marido à noite para entendermos um pouco o nosso filho, e acabamos percebendo que nós temos muitas das carecterísiticas de um hiperativo. Complicado não?

No novo livro da saga O Vendedor de Sonhos, o Mestre continua virando a sociedade de cabeça para baixo. Depois de sofrer perdas irreparáveis e ver seu mundo desmoronar, esse misterioso homem procura reconstruir sua vida vendendo sonhos. Seus discursos são cortantes como lâminas; suas ideias, arrebatadoras. Seus discípulos são baderneiros e revolucionários que transformam drama em comédia e colocam grandes ideias num circo social. O Vendedor de Sonhos e A revolução dos anônimos mostra como a trajetória de cada ser humano é admiravelmente complexa, escrita com lágrimas e júbilo, tranquilidade e ansiedade, sanidade e loucura.
Esse livro é intrigante.
Tenho pena de colocar crédito em meu celular, mas não tenho dó de gastar com livros rsrsrsrs

 



Postado por: Fofada às 17h50
[ ] | envie esta mensagem



Essa semana fui chamada de ANTA por uma usuária

-Em que vc pode me atende-lo?

-Eu vou bloquear meu celular e como vou achar quem me roubou? ( hahaha o larápio não vai mudar de chip!)

-Dez dias? mas em dez dias neguinho faz e acontece com meu celular.

-Vc é burro? -Sim senhor. (Uiiiiiiiiiii) -Vai tomar no c...

-Vai o senhor.

-Então bloqueia meu celular.

-Não vou bloquear, não quero! (hahahahahaha)

 

Essa gravação, pode até ser uma piada, não sei. Mas vejam os dois lados da história, ouvir milhares de usuários como esse, todos os dias. E tem coisas que são iguaizinhas. Fui chamada de anta, só pq não encontrei no sistema o número de uma pousada em Maceió.

 

-Sua anta! vc está trabalhando no lugar errado!

 

realmente senhora, era pra eu está trabalhando no GDF lecionando português aos meus amados adolescentes...

 

 

Grande Jô, mas o usuário, reclama uma vez, o atendente escuta milhares de reclamações.

 

Empatia: por-se no lugar do outro.



Postado por: Fofada às 17h26
[ ] | envie esta mensagem



"Não tenho medo do futuro, pois quando ele chegar será hoje..
Então, o que me interessa mesmo é viver o dia de hoje."
Tirado do livro "Só por hoje"
Eu gostaria de acreditar nisso de todo o meu coração.
O futuro, quando chegar, será HOJE.
O que interessa é viver o dia de hoje.



Postado por: Fofada às 13h44
[ ] | envie esta mensagem



Oi pessoas!

Fim de semana

Nunca fui em uma festa à fantasia, sempre quiz ir, mas a mania de deixar tudo pra última hora  Uma amiga do trabalho, fez uma festa à fantasia ontem em sua casa. Seria o último dia de treinamento no novo trabalho e aproveitar pra reunir a galera da OI. Fomos em três ao centro de Taguatinga alugar uma fantasia. Isso já eram mais de uma da tarde. Depois de  muito alugar meu marido careta e convencê-lo a ir, acabou dando tudo errado. Eu ia de "Chiquinha" ele de " Chaves" e meu filho com uma roupa simples e uma máscara de cachorrinho, já que não alugam fantasia para crianças, acho que por precaução, por medo de estragos. Escolhí minha fantasia e do meu marido, as meninas escolheram a delas, um atendimento péssimo, todas com pressa de chegar ao trabalho, assinamos um contrato pra no final das contas a lerda da gerente dizer que o cartão VISA não estava passando. As atendentes são tão incompetentes, que nem para perguntarem ao chegarmos qual seria a forma de pagamento. O sistema VISA estava fora do ar e íamos pagar em débito. Se tivessem falado antes, teríamos ido ao banco, sacado o dinheiro e pego as fantasias. Mas ñ, as lerdas ñ pensam. Perderam aluguel pra aprenderem, e nós perdemos a festa  ao menos poderiam ter dito, deixem um cheque e ao entregarem as fantasias deixem o dinheiro e recolham o cheque. Quanta incompetência... 

Fomos pro trabalho, EPTG fechada sei lá por que, pegamos a estrutural e ainda entramos na parte da EPTG que estava fechada :( voltamos pro centro de Taguatinga pra pegar a estrutural. Chegamos com uma hora de atraso, ótimo pra mim, dois dias de atestado e uma hora de atraso no primeiro mês de trabalho.

Esse é o Maurício, meu amigo, ou será amiga? Ah ele é fruta, como ele mesmo diz. Adoro ele, trabalhamos na OI, pena que agora ele tá no período da tarde. Quando nos conhecemos a primeira coisa que ele me disse foi "não tente me converter". Ele é um barato, divertidíssimo e vende lindos sapatos :) vou sentir saudadesssssssssssssssss

Cortei meus cabelos de fogo, como dizia meu ex-chefe Marlos, que tavam parecendo um espanador e fiz uma escova progressiva, lavei hoje. Olhem como ficou:

Comprei um vestido de oncinha, ameiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii

Massssssssssssssss, porém, contudo, todavia, no entanto... meu maridinho não deixou que eu usasse, ciuminho...   disse que ficou curto ,eu adorooooooooo quando ele sente ciúmes, casamento é assim, feito de concessões

 

 Tive que cortá-lo e fazer um blusão rsrsrsrs

Comprei esse livro:

sinopse

Estatísticas recentes atestam que nunca se casou tanto como nos dias de hoje, mas igualmente dão conta de que jamais houve tantas separações.

Quando a estatística deixa de ser notícia de jornal e se aproxima de nós — seja pelo esfacelamento de casais conhecidos, seja pela triste constatação de que nossas próprias dificuldades no casamento parecem insolúveis —, resignação e cinismo tendem a impedir-nos de agir para o equacionamento dos problemas.

Enquanto os filhos precisam do apoio dos pais, o tempo despendido com sua educação encobre parte das dificuldades, mas quando o cenário que se avizinha é de que vocês dois passarão a conviver sozinhos, não há como postergar o enfrentamento das questões que minaram a relação.

Stormie vem dedicando parte substancial de sua vida a mostrar como Deus se importa com nossas dificuldades mais prementes e age nessas circunstâncias. Após pesquisar centenas de mensagens recebidas e avaliar sua própria experiência matrimonial, Stormie elencou catorze questões que podem conduzir à destruição do relacionamento conjugal:

- Comunicação interrompida
- Ira, grosseria ou violência
- Falta de perdão
- Depressão e sentimentos negativos
- Filhos dominando os pais
- Finanças fora de controle
- Vícios e comportamentos destrutivos
- Influências externas no relacionamento sexual
- Fim do amor
- O cônjuge deixar de ser prioridade para o outro
- Divórcio considerado uma opção
- Infidelidade
- Um dos dois resolver sair de casa
- Esperança perdida

Saber entendê-las e aprender a colocá-las diante de Deus são as tarefas para as quais Stormie está se prontificando a fazer com você.

Apoiada em inúmeros textos bíblicos e incluindo exemplos práticos de como orar especificamente sobre esses problemas, Stormie mostra que a oração é a melhor medida preventiva para as potenciais crises e a solução mais eficaz para os conflitos que já surgiram.

As pessoas que como
Stormie Omartian descobriram que Deus não está distante de seus problemas podem valer-se do surpreendente poder transformador da oração.

Amo essa escritora, assim como Joyce Meyer, seus livros me prendem do início ao fim. Casamento é como um jardim, tem que ser cuidado, regado, arrancado as ervas daninhas e o meu passou por um triz esse ano. Graças a Deus, agora as coisas estão bem, não perfeitas, mas nada é perfeito.

No mais tudo bem.

Boa semana a todas :)

 



Postado por: Fofada às 22h13
[ ] | envie esta mensagem



Assunto sério

Traição pós-gastroplastia

Recebí esse email de uma pessoa, tb de estomaguinho, e depois de conversar muito com ela, pedí permissão pra falar sobre o assunto aqui no blog e mostrar o email dela:

Querida Anita,

Vc ñ me conhece, mas acompanho seu blog. Nunca comentei e nem tenho blog.

Eu pesava 120 kg quando operei em 2007, hj depois das plásticas peso 60 kg. Sou casada há 15 anos e tenho dois filhos. Como vc sabe, sempre acontece com nós obesos, somos desprezados, humilhados. Meu marido sempre foi bom pra mim, na medida do possível, claro ninguém é perfeito. Sei que já teve suas puladas de cerca, mas que homem ñ tem? Com a obesidade, tomando remédios pra pressão alta, eu não tinha nenhuma vontade de ter relação com ele.

Só que depois que eu emagrecí, eu comecei a traí-lo ao ver outros homens me desejarem. pq sempre fui a gorda feia. Dizem que toda gordinha tem o rosto bonito, mas eu ñ tinha. Ainda mais sendo morena, ficam as manchas na pele por ser obesa. Agora me cuido mais, me arrumo mais. Mas meu marido continua parado no tempo, querendo transar uma vez por mês como antes. Antes quase não saíamos, agora quero sair e ele não. Quero viver o que não viví.

Com outros homens me sinto gostosa, desejada, viva, entende? Ao mesmo tempo me sinto tão mal em trtrair ele. Me sinto tão vadia, tão ingrata. Não sei o que fazer... troquei o vício de comer pelo vício do sexo.

 

Um assunto bem delicado, eu já tinha lido sobre isso nas comunidades do orkut, tópicos do tipo: "quem se separou após a gastroplastia"? e ficava me perguntando mas se separar porque? depois entendí o motivo.

É um assunto bem delicado. tem homens que a mulher não pode engordar um quilo, que eles criticam sem dó nem piedade. meu marido nunca falou um A por eu ser obesa e nem queria que eu operasse. Claro, ele se preocupava com minha saúde, mas tem homens & homens.

Realmente esse email me pegou, mas conversamos bastante pelo MSN, vou chamá-la aqui de Larissa (belo nome, não?). Ela tem mais experiência de que eu, mais tempo de operada, mais tempo de casada. Tem que avaliar se vc realmente ama seu marido ou é apenas gratidão? Comodismo? Pensar também, esses homens a respeitarão sabendo que vc está traindo? Se teu marido descobre? Ele vai perdoá-la? Algum deles te assumirão? E se assumirem, confiarão em ti? Teu marido esteve ao teu lado na gordura e na magreza (essa eu ví em Eu, a patroa e as crianças hahahaha) e eles te desejam agora. Com 120 quilos eles te queriam?

Vale a pena ponderar, se vale a pena arriscar tantos anos juntos por aventuras. vale a pena conversar com ele, dizer teus desejos, tuas vontades, pedir que haja mudanças de ambos, pq muitas vezes só vemos o defeito do outro, o erro do outro.

Os vícios: antes era vício de comer, agora vício de sexo. Ou seria vício de trair? Já que tá magra e gostosa, compra umas lingeries, seduza o maridão. faça com ele o que vc faz com os outros. Já ví na TV que o homem faz sexo pra se sentir bem e a mulher faz quando se sente bem. então já que vc está se sentindo bem, faça muito, muito sexo com seu maridinho, se achar que vale a pena e pare de se arriscar. vc ñ tá feliz assim, traindo. Infelizmente em nossa cultura, homem pode tudo, mulher trair é o cúmulo do absurdo. Agora se acha que ñ vale mais a pena tá casada, jogo aberto, separe-se se achar que vai ficar melhor assim. Não dá pra tá com o corpo legal e a cabeça não. Ninguém pode julgá-la, ou condená-la.

Já ví em comunidades do orkut tb, que mulheres viram piriguetes depois que emagrecem rsrsrs tem tb o vício de tirar fotos, o vício de comprar roupas, sapatos...

Então nada melhor que ser uma periguete produzida pro maridão!

E maridos também, incluindo o meu ACORDEMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMM.

Daqui em diante foi tirado da Comunidade Gastroplastia do Orkut:Para o casal é outra história. Que há casais fiéis e outros não, é uma verdade de fato, que não parece, ou já não parece atingir o essencial. Pelo menos se entendemos por fidelidade, nesse sentido restrito, o uso exclusivo, e mutuamente exclusivo do corpo do outro. Por que só amaríamos uma pessoa? Por que só desejaríamos uma pessoa? Ser fiel a suas idéias não é (felizmente!) ter uma só idéia; nem ser fiel em amizade supõe que tenhamos um só amigo. Fidelidade, nesses domínios, não é exclusividade. Por que deveria ser diferente no amor? Em nome do que poderíamos pretender o desfrute exclusivo do outro? É possível que isso seja mais cômodo ou mais seguro, mais fácil de viver, talvez, no fim das contas, mais feliz, e, enquanto houver amor, até acredito que seja. Mas nem a moral nem o amor parecem-me estar presos a isso por princípio. Cabe a cada um escolher, de acordo com sua força ou com suas fraquezas. A cada um, ou antes a cada casal: a verdade é valor mais elevado do que a exclusividade, e o amor me parece menos traído pelo amor (pelo outro amor) do que pela mentira. Outros pensam o contrário, talvez eu também, em outro momento. Não é isso o essencial, parece-me. Há casais livres que são fiéis, à sua maneira (fiéis ao seu amor, fiéis à sua palavra, fiéis à sua liberdade comum...). E tantos outros, estritamente fiéis, tristemente fiéis, em que cada um dos dois preferiria não o ser... O problema, aqui, é menos a fidelidade do que o ciúme, menos o amor do que o sofrimento. Não é mais meu tema. Fidelidade não é compaixão. Serão duas virtudes? Sem dúvida, mas, justamente: são duas. Não fazer sofrer é uma coisa; não trair é outra, e é o que se chama fidelidade.
O essencial é saber o que faz com que um casal seja um casal. O simples encontro sexual, por mais repetido que seja, não bastaria evidentemente para tanto. Mas também não a simples coabitação, por mais duradoura que seja. O casal, no sentido em que uso a palavra, supõe tanto o amor como a duração. Supõe, portanto, a fidelidade, pois o amor só dura sob a condição de prolongar a paixão (breve demais para fazer um casal, suficiente para desfazê-lo!) por memória e vontade. É o que significa o casamento, sem dúvida, e que o divórcio vem interromper. Nenhum casal, com maior razão, poderia durar sem essa fidelidade, em cada um, à sua história comum, sem esse misto de confiança e de gratidão pelo qual os casais felizes (há alguns) se tornam tão comoventes, ao envelhecer, mais até que os namorados que começam, que, na maioria dos casos, ainda não fazem mais que sonhar seu amor. Essa fidelidade me parece preciosa, mais que a outra, e mais essencial ao casal. Que o amor se aplaque ou decline, é sempre o mais provável, e é bobagem afligir-se com isso. Mas quer se separe, quer continue a viver junto, o casal só continuará sendo casal por essa fidelidade ao amor recebido e dado, ao amor partilhado e à lembrança voluntária e reconhecida desse amor. Fidelidade é amor fiel, dizia eu, e assim é também o casal, mesmo o casal "moderno", mesmo o casal "livre". A fidelidade é o amor conservado ao que aconteceu, o amor ao amor, no caso, amor presente (e voluntário, e voluntariamente conservado) ao amor passado. Fidelidade é amor fiel, e fiel antes de mais nada ao amor.
Como eu poderia jurar que sempre te amarei ou que não amarei outra pessoa? Quem pode jurar seus sentimentos? E para que, quando não há mais amor, manter a ficção, os encargos ou as exigências do amor? Mas isso não é motivo para renegar ou não reconhecer o que houve. Por que precisaríamos, para amar o presente, trair o passado? Eu juro não que sempre te amarei, mas que sempre permanecerei fiel a esse amor que vivemos.

O amor infiel não é o amor livre: é o amor esquecidiço, o amor renegado, o amor que esquece ou detesta o que amou e que, portanto, se esquece ou se detesta. Mas será que isso ainda é amor?

Ama-me enquanto desejares, meu amor; mas não nos esqueça.
E por falar em chifre... (eu não consigo deixar de ser gaiata kkkkkkkkk)
Pior do que o chifre, é o Psicochifre... 

O Psicochifre é o chifre inexistente, mas que o Corno (no caso: o Esquizocorno) o toma para si como se fosse real e o toma como o cerne de sua vida, a partir disso passa a mobilizar a sua comunidade contra a pessoa em que ele deposita o seu amor e o seu pseudogaranhão (se é que ele existe na realidade). O psicochifre ocorre naquele que sempre imagina que o ser amado está pronto para o trair de qualquer modo e com qualquer ser, dos animados aos inanimados... Também ocorre naquele que assume uma pessoa como sua propriedade e, mesmo após o término do namoro, considera-se traído quando sua namorada fica com outra pessoa...

Pelo menos quando há o Chifre, há culpados e inocentes... Sendo que não acredito na idoneidade absoluta do corno requerente da justiça... Sempre existe um pouco de culpa no corno...


Agora pior do que o Esquizocorno são as pessoas que deixam de viver a própria vida para observar a vida alheia (ou seja: FOFOCAR!)

E pior do que as Candinhas de plantão, são aquelas que inventam fofoca para incitar o Esquizocorno a acreditar que está sendo realmente Chifrado, por serem incapazes de manter relações afetivas ou sexuais com o Pseudogaranhão que ela deseja, mas não conseguiu obter por meios lícitos... Até aqui, ok FOFA?

Fui clara?


Postado por: Fofada às 14h50
[ ] | envie esta mensagem



Nada a declarar sobre a consulta com o dr. Carinho. Estou jogando a toalha e abandonando o tratamento.

 

 

Ontem fui à padaria trocar R$50,00 pra pagar passagem, pois na cidade do Brasil onde a passagem de ônibus é a mais cara, os cobradores, nunca tem troco.

 

Chegando lá, o dono da padaria vem me atender:

Eu: -me dê um Halls?

Mauro:- Você vai comprar um Halls só pra trocar o dinheiro?

Eu:- Sim! Eu sei que vc não vai trocar se eu ñ comprar nada mesmo.

Mauro:- vc já foi mais humilde.

Eu: - verdade seja dita, quando dá vc troca mesmo.

Mauro:- tá toda magrinha, quantos quilos já foram?

Eu:- muitos.

Outro homem: - minha mulher fez essa cirurgia também, e agora tá que faz plásticas.

Mauro:- vc vai fazer?

Eu: -mas é claro! Conhece a mulher pera? Sou eu! Os seios pera barriga, a barriga peras pernas rsrsrsrs

Mauro:- Vai inventar, já tá bom assim, fica inventando depois morre aí e não sabe porque

 

o mais difícil já passei, que foi a cirurgia bariátrica, depois não quero mais parecer o boneco dos pneus Michelin

Bom final de semana :)



Postado por: Fofada às 22h04
[ ] | envie esta mensagem



Oi pessoas!

A enfermeira que cuidou de mim no hospital quando eu operei, disse na época, que daqui um ano eu estaria loira rsrsrs que nada, estou cada vez mais ruiva, vaidosa, linda e louca kkkkkkkkk

Como dizia minha mãe, jantei com o olho maior que a barriga, peguei um caldo de frango grande, não tomei nem a metade e ainda coloquei tudo pra fora.

Pra chegar ao Taguatinga Shopping (meu shopping favorito) atravesso meia dúzia de faixas de pedestres, é sério, aguardo que 6 semáforos fechem. Ontem ao esperar o primeiro não resistí rsrs

Não pude, não admito, não tolero uma coisa dessas! Assassine o português! Pq não passo em um concurso público ao menos para ensinar a esses trogloditas como colocar um verbo corretamente em uma placa?

Fica aqui o eu protesto!

 

PS.: falei com a Aline ela está ótimaaaaaaaaaa e merece, pois antes de operar foi aquela novela. Amiga não consigo comentar em seu blog, mas vamos nos falando pelo MSN.



Postado por: Fofada às 12h17
[ ] | envie esta mensagem



Oi pessoas!

"Mesmo que eu não te conheça, eu falo tudo que me vem na cabeça..."

Meu filho tem nove anos e todos os dias assiste ao programa infantil do SBT, e hoje, assistindo com ele, ouví essa música da lindinha Maísa. na verdade eu já havia escutado, mas hj ela ficou na minha mente. Falei com meu filho, "filho, essa música não tá certo, temos o direito de não gostar das pessoas, mas não devemos falar tudo o que nos vêm à cabeça porque pode magoá-las. Ninguém é obrigado a gostar de ninguém, mas todo mundo merece respeito." Fiquei pensando na letra dessa música, pensando a televisão ensina cada coisa aos nossos filhos, que se não tivermos atentos, eles são bombardeados por informações que muitas vezes contradiz com o que lhes ensinamos em casa. Muitas vezes não, na maioria das vezes. Odeio novelas, aquela vida irreal, onde tudo é fácil, os maus só pagam no último capítulo. Pica-pau é outro malandrinho, apronta, apronta e na maioria das vezes nunca se dá mal, e na vida não é bem assim, colhemos aquilo que plantamos e muitas vezes colhemos além daquilo que plantamos. Em um terreno onde se planta o que se quer, sempre nascem juntos hervas daninhas, matos, enfim coisas inúteis que serão arrancadas mesmo que não tenham sido alí plantadas com nossas próprias mãos. Não estou com isso querendo dizer que sou caxias, longe disso, mas procuro ficar atenta ao que a babá eletrônica (TV) está transferindo aos nossos filhos.

 

Falando em criança, em infância vou falar sobre MEDO DE GENTE MORTA.

Quando eu tinha seis anos de idade, fiquei sabendo que a morte existia. O presidente Tancredo Neves havia falecido e na TV ficava mostrando seu velório com ele mortinho da silva dentro daquele caixão. Até então eu não sabia o que era morrer. Achava estranho ver aquele homem dormindo naquele caixão, todos só falavam sobre a morte dele e isso me deixou tenebrosa. Eu dormia no quarto dos meus pais e não dormia com medo à noite. Medo de que o Tancredo aparecesse e viesse me pegar. Hj parece irônico, mas somente Deus e eu sabe o que eu passei. À noite chamava meus pais para me acompanharem até o banheiro, sorte minha quando era minha mãe que acordava, ela ia comigo. Meu pai sempre foi o machão, me obrigava a ir sozinha ou eu apanhava. Eu ia chorando de medo. Na verdade acho que ele queria que eu enfrentasse meus medos, mas é um homem rústico e não sabia como fazê-lo. Minha mãe dizia que eu tinha que ter medo dos vivos e não dos mortos e eu como criança não entendia.

Depois o segundo contato que tive com a morte, foi de um bebezinho em Minas, quando eu passei as férias lá, com uns 10 anos de idade. Lá eles velam o corpo em casa e eu fui ver com minhas primas. O bebê parecia dormir no caixãozinho mas eu ñ conseguia dormir à noite lembrando dele.

O segundo foi de um vizinho conhecido há anos, foi assassinado e o velório foi em casa, aqui na minha rua.Eu já tinha uns 19 anos. Fui até lá, fiquei uma semana sem dormir, ñ com medo mas assustada, amendrontada.

Nunca fui em velórios, fora esses, de conhecidos por puro medo, mesmo depois de casada e já mãe. Ia na casa vizitar os parentes, mas ver o falecido propriamente dito não.

Também me lembro do Papa João Paulo II de roupa vermelha em seu caixão, eu via nos jornais, mas ñ me impressionei, ele tava bonito no caixão, achava ele muito bom. Meu filho perguntava, "mãe, o Papa foi pro céu?" eu dizia " sim e um dia todos nós vamos pra lá, ou para outro lugar, dependendo do que fizermos aqui ".

Quando minha mãe faleceu, meu pai quiz fazer o velório aqui em casa. Eu fiquei receosa, mas ainda bem que meu irmão mais velho conseguiu convencê-lo do contrário. No velório dela, no cemitério, a primeira vez em que fui ao cemitério, eu a abracei, beijei, chorei muito abraçada a ela e sequer tive medo dela. Claro, minha santa mãezinha. Tava linda no caixão, parecia que dormia. Teve uma morte tranquila, do jeito que pediu a Deus, como um passarinho.Deus foi tão bom comigo, que o único velório que teve no horário, era o dela. Não precisei ver outras pessoas.

Eu moro na casa que era dela, durmo no mesmo quarto. Hj tava curtindo preguiça de manhã, me lembrando desses acontecimentos. Agradecendo a Deus por não ter tido medo dela, pq realmente minha vida seria um inferno se eu tivesse medo dela. Já não bastasse a dor da perda, a saudade ainda sentir medo? Um irmão meu e uma irmã tiveram medo dela no início. Eu achava engraçado, mas acontece. Fazer o que?

Domingo de chuva:

Hoje o dia pede cama e muito filme bom pra asistir, mas como não tenho paciência...

Já limpei a casa, lavei banheiro, arrumei a cozinha, fiz almoço, tomei banho e agora estou aqui. Ainda mole, sinto enjôo, vontade de vomitar, uma cólica infeliz. Mas pelo menos o piriri passou, meu filho tá melhor e meu marido conseguiu ir trabalhar hoje. Liguei pra ele, disse que tá enjoado também.

Acredito que tenha sido um amendoim japonês que comemos semana passada. Lamento já ter dado atestado na primeira semana de trabalho, no treinamento ainda, mas as coisas fogem ao nosso controle. Nem pude ir fazer a prova do ENEM, pôxa, mas sei DEUS TÁ NO CONTROLE DA MINHA VIDA.

PS.: soube agora pela Tany que a cirurgia da Aline http://alinevaivencer.blogspot.com/ foi um sucesso! Bendito seja Deus! Pena que ñ vou vizitá-la no Hospital Alvorada, pq tô mal pacas, mas muito feliz com a boa notícia :)

Bom domingo!



Postado por: Fofada às 12h33
[ ] | envie esta mensagem



Oi pessoas!

Estou tão feliz,ontem fiz minha primeira sessão de depilação a laser http://www.modellecorpus.com.br/ .Paguei uma entrada e o resto em suaves prestações .Gentem como dói! Mas mesmo assim, queria fazer toda semana, mas infelizmente as sessões são de 30 em 30 dias. É uma dor suportável, melhor de que depilação com cera, com certeza. A moça me perguntou se já fui gorda  Como assim? Eu sou magra? Eu respondí que já fui mais gorda. Ela perguntou o que eu fiz, eu disse cirurgia bariátrica, ela perguntou com quem. Eu com o dr. Sérgio Arruda. E ela ah o bambambam da cirurgia bariátrica. Eu disse é esse mesmo O CARA.

Acho estranho quando dizem que sou magra, me olho no espelho e vejo a mesma pessoa com 130 kg. Deve ser minha cabeça que já não anda muito boa. Anteontem fui comprar uma cinta, e a moça perguntou se eu uso 42 rsrsrsrs ainda não. Ela disse como não? Eu disse uso 48 ou 46 pq minhas coxas são muito grossas, ela ficou sem acreditar.

 

Ah, infelizmente não foi dessa vez que a Isa Carla foi gerada, a red zone demorou, demorou mas apareceu. Eu já tava até namorando os bercinhos... Mas tudo tem seu tempo. O ginecologista tb disse que estou com um pequeno mioma no útero, vou ter que fazer ecografia transvaginal de 3 em 3 meses pra ver se está crescendo ou diminuindo. Também com as sessões de laser, não posso engravidar, nos próximos 6 meses.

 

Ontem marquei os exames de sangue no Laboratório Sabin, vou fazer na segunda-feira. Odeio! Me furam toda até achar uma veia, pq são muito finas. Mas é um mal necessário.

 

No trabalho tudo indo bem, tirando que já coloquei um atestado por lá hoje. Ando numa moleza, numa fraqueza, sem apetite... a médica queria me colocar no soro, saí de fininho. Marido tb em casa ruim, de atestado, tomou 2 litros de soro hj.

Fazer treinamento na faculdade do  shopping,tem sido bom. Anteontem jantei uma pamonha doce com queijo divina. Ontem jantei outra de frango com catupiri, bom demais! O shopping tá lindo, todo enfeitado pro natal.

 

Ontem sentí muita falta da Naja, vim descendo da parada sozinha, e fiquei pensando, era pra eu tá vindo com ela, como pode uma "amizade" acabar assim? Por motivos tão bobos. Mas abafa!

 

Leila Lopes estaria deprimida com rumo profissional

Foi triste saber hoje pela manhã, da morte da atriz Leila Lopes. Achava ela tão linda! Ela entrou nesse mundo dos filmes pornográficos pelas razões erradas. Dinheiro foi com certeza umas das principais razões. Mas acho que não foi a única razão. Acho que ela sentia falta da atenção das pessoas, da fama, de ser desejada.

O Brasil infelizmente é o país da hipocrisia. Não é novidade pra ninguém que muitas dançarinas em começo de carreira, ou modelos já foram prostitutas em “casas noturnas” super bem localizadas em São Paulo. Hoje as mesmas são apresentadoras de TV, mulheres casadas, com filhos ou evangélicas. E nenhuma delas, creio eu, está a beira do suicídio. Nesse país, você tem a liberdade de ser e fazer o que você quiser, desde que você não fale sobre isso e não deixe ninguém saber.  No caso da Leila ela foi uma atriz, que se tornou atriz pornô e não queria ser. Ela tinha que dizer que o que estava fazendo era arte. Não só para a sociedade, pra ela mesmo. Filme pornô não é arte e nunca vai ser. Mas também não é vergonha, não é crime. Mas aí entramos na história da hipocrisia novamente, todo mundo assiste filme pornô, todo mundo adora uma boa sacanagem. Porém só pode entre quatro paredes!

Descanse em paz Lindona!

 

XYXY: obrigada pelo carinho em deixar comentários aqui no blog. Mas fico curiosa pra saber quem é vc. Valeu pelas dicas de mandar a Naja e o G... fazerem caquinha de bumbum pra cima rsrsrsrs O G... é homem, era amigo, e não amiga como vc comentou. Mas valeu!



Bom final de semana :)

 



Postado por: Fofada às 19h01
[ ] | envie esta mensagem



Voz de Sílvio Santos, Lombardi morre aos 69 anos

Voz de Sílvio Santos, Lombardi morre aos 69 anos

Caraca, o Lombardi teve que morrer antes que vejamos seu rosto? Eu odeio isso, sou Louca pra ver quem está por trás do Louro José. rsrsrs

Com certeza jamais será esquecido, lembro dessa voz desde que me entendo por gente.

Anita



Postado por: Fofada às 11h27
[ ] | envie esta mensagem



Oi pessoas!

 

Antes e durante de rosto, eu tinha mais cabelos rsssssssss

Sábado estava tão down, que fomos pra pizzaria e acabei bebendo novamente. Isso não pode continuar se repetindo, já que na maioria das vezes tenho estado triste.

Fomos a uma pizzaria aqui perto de casa, minha sobrinha veio dormir aqui em casa e aproveitamos pra comer algo diferente. Acho que comeram demais, tive que levantar uma hora da manhã com meu filho sentindo dores na barriga. Vomitou tudo o que tinha que vomitar, levantando várias vezes pela madrugada. Eu tontinha da silva, o pior foi que ele vomitou na pia do banheiro. A pia fiqou entupida e eu bebinha peguei uma sacola rasgada pra tentar desentupir. Meu marido? Roncando. rs Foi uma noite turbulenta. Liguei a TV e fiquei assitindo Altas Horas, comemorando 9 anos de programa, já que não conseguia dormir. Beber não leva ninguém a nada, no domingo fiquei tremendo.

Fomos almoçar na casa de outra irmã minha, passamos o domingo por lá. Quase toda a família tava lá, gosto quando nos reunimos.

Dupla amargosa: Jiló e Jurubeba, minhas irmãs gêmeas e meu cunhado mamado dormindo com o gato da casa rsssss

De tanto falarem que estou "despeitada", comprei uns soutiens com enchimento, gentemm o que é isso? Os seios ficam um espetáculo, me sinto turbinada, mas qdo tiro o soutien... kkkkkkkkkk

Perdí o prazer de comer. Ontem fui a um restaurante, já que tava sozinha em casa e não ia cozinhar só pra mim. A idéia era, colocar um purê de batata e alguma carne. Não tinha purê, coloquei arrôz, carne com mandioca e bobó de camarão. Pesei e meu prato deu 4,90 rssss. Nunca tinha comido bobó de camarão, amei! Pena que coloquei pouco por medo de ñ gostar, pq ñ gosto de peixe. Qdo vou em restaurante, gosto de comer o que ñ tenho costume. Hoje no shopping, tomei caldo de carne com mandioca, tava tudo de bom, ainda mais pra quem não tinha almoçado, já estava a ver estrelas. Amanhã pretendo comer uma pamonha de doce com queijo hummmm sou mineira e adoro essas comidinhas caseiras. Não sou muito frescurenta com comida.

Ontem tb fui a uma clínica ver a depilação a laser que tanto quero fazer, 1.200 reais :( alguém tem uma máquina de fazer dinheiro pra me emprestar? Quando eu terminar eu devolvo rsrsrssrsr prometo!

Hoje encontrei uma mais em conta, mas ainda estou pesquizando preços.

Amo meus bichinhos, além do Roque e da Mileide, também tenho um papagaio, o Henrique e mais 3 periquitos. Os pássaros alegram a casa, o Loro faz um barulho rsssssss

Amanhã faz um ano que meu pai se casou novamente. No dia do casamento, agí normal, aceitei e aceito numa boa. Ele foi bom marido, vieu casado´por 46 anos com minha mãe. Ele tava muito deprimido com a morte dela. Demos apoio. Mas ainda me lembro que ao chegar em casa, o quanto chorei, mas assim caminha a humanidade, ninguém quer ficar só, ninguém merece viver só. Que seja o primeiro de muitos anos de felicidade.

Hoje fui na consulta do dr. Carinhoso, coloquei esse apelido nele, tenho essa mania de apelidar as pessoas, rsrsrs já fui logo pagando, pq na última consulta eu já tava descendo as escadas quando me lembrei de pagar, detalhe, ele ñ fala nada. Peguei os medicamentos ontem e comeceia tomar. São 3 vidros, pra manhã, tarde e noite. Hj cheguei cedo ao consultório, e ele já foi logo perguntando:"-Com carinho ou sem carinho?" rs não deixa de ser engraçado. Eu disse, aja com naturalidade, como o senhor age com todas. Eu disse que eu quase ñ falo dos meus problemas a ele, que só ele quem fala, ele disse que falar problemas é com psicólogo, alí era psicanálise, ele fala. Então tá néam rsrs ele disse que hoje eu iria a um cinema. fechei meu olhos e comecei a relembrar fatos da minha vida, coisas que me magoaram e me fizeram sofrer. Eita que é coisa pra burro. Todas as cenas passando alí no cinema, meus olhos fechados, escorrendo lágrimas e ele falando. Agora pegue uma mangueira de bombeiro bem grande e com um jato de água bem forte lave tudo. Eu fui lavando com a mangueira e meus olhos sendo lavados pelas lágrimas. Eu disse a ele que se pudesse iria todos os dias, ele disse e eu te receberei todos os dias. Eu perguntei se nenhuma paciente nunca se apaixonou por ele, ele disse várias kkkkkk e ele é apaixonado por todas rsrsrs mas que paixão dura 45 dias e qdo perde o contato acaba mais rápido kkkkkkkkk além de carinhoso é brincalhão. Gosto dele. Nossa próxima sessão será quarta-feira.

Da psicanálise já descí no supermercado. Aqui em casa não tinha nada. Fiz logo as compras do mês, cheguei em casa meio-dia, me deitei até a hora de ir pro trabalho. Nem quiz almoçar. Vou fazer exame de sangue essa semana e quero só ver ai ai ai Papai! Uma hora tomei banho e fui pro trabalho. Até dia 12 é só treinamento, foi bem sonolento hoje. A M... que carinhosamente chamarei de Naja, estava lá, claro. Não nos falamos e nos sentamos aos extremos. Abafa!

Ah, clonaram meu orkut também, tive que excluir com muito custo. Quando eu tiver paciência e bom tempo, eu faço outro. Como tem coisa sinistra nessa vida, em todos os meus anos de orkut, ainda ñ tinha acontecido isso comigo. Mas dada a gravidade dos fatos, se continuar a acontecer, terei que ir a delegacia. Seja contra quem for, a polícia tem analista de sistema exatamente para isso.

 

 



Postado por: Fofada às 23h43
[ ] | envie esta mensagem


Layout By Luóka Templates www.luokatemplates.cjb.net