NUNCA PÁRE DE LUTAR!
Perfil
Glitter Photos
[Glitterfy.com - *Glitter Photos*]

Nome: Nita

Idade: 29 anos

Contato: nita_legal@yahoo.com.br

Quem sou eu: Sou uma mulher cansada de tentar fazer dietas e mais dietas, de tomar todos os tipos de remédios, manipulados ou não, caseiros ou não, que decidiu fazer a cirurgia bariátrica. Cheguei ao IMC 51, tomando 3 tipos de remédios pra hipertensão duas vezes ao dia. Com depressão e auto-estima baixa, pq pode até existir gordinha feliz, mas obesa severa não. Fiz a técnica Fobi-capella aberta com anel no dia 29/07/2008 com o dr. Sérgio Arruda em Brasília. Sei que a cirurgia não é um milagre, é só um instrumento que me ajudará a conquistar uma melhor qualidade de vida. Sei que o caminho é longo, mas sei que com a graça de Deus, eu chego lá. pq sem Ele eu jamais teria tido forças pra encarar uma cirurgia como essas. sem Ele eu jamais teria força pra suportar o pós-operatório. Obrigada Senhor Jesus, a ti seja dada toda honra e toda glória :) Também agradeço ao meu marido, que está sempre ao meu lado, ao meu filhinho que mesmo tão pequeno me apoiou e a todos os meus familiares. Além da obesidade e da cirurgia bariátrica, sou uma mulher romantica, carinhosa, vaidosa, um tanto melancólica, sonhadora, brincalhona, por vezes mal humorada, que acredita em deus, tenta fazer o bem sempre, amo a minha família independente de qualquer coisa e adoro fazer novas amizades :)

Gatinho Bebeto: Ele ama brincar com o mouse :)

Humor do Dia



Meus Links
Minhas coisinhas (Anita)
Dr. Sérgio Arruda (cirurgia bariátrica)
Beth
Gra
Taty carioca
Larissa
Aline
Valentina
Juliana
Cacau
Déborah
Debbye
Ingrith
Coca Zero
Mãe Sozinha
Melly
Lú máfia
Jadi
Ana Giovanna
Patrícia
Karin
Fabíola
Cláudia Arantes
Pati Faccioli
Super pérolas
Sabrynna
Cynthia Barreto
Fernanda
Bett
Danny Mou
Thaís Caratti
Chris
Magra emergente
Walquíria e Júlio
Daniella
Rogélia
Cláudia Gonçalves
Patrícia Galega
Weroka Dias
O poder da mudança
Camila
Aninha
Edna
Tany
Sabino Horta
Gordinhas Maravilhosas
Aline
Tita
Karina
Priscila
Fabíola Neves
Thaisa



Arquivos

01/12/2010 a 31/12/2010
01/05/2010 a 31/05/2010
01/04/2010 a 30/04/2010
01/03/2010 a 31/03/2010
01/02/2010 a 28/02/2010
01/01/2010 a 31/01/2010
01/12/2009 a 31/12/2009
01/11/2009 a 30/11/2009
01/10/2009 a 31/10/2009
01/09/2009 a 30/09/2009
01/08/2009 a 31/08/2009
01/07/2009 a 31/07/2009
01/06/2009 a 30/06/2009
01/05/2009 a 31/05/2009
01/04/2009 a 30/04/2009
01/03/2009 a 31/03/2009
01/02/2009 a 28/02/2009
01/01/2009 a 31/01/2009
01/12/2008 a 31/12/2008
01/11/2008 a 30/11/2008
01/10/2008 a 31/10/2008
01/09/2008 a 30/09/2008
01/08/2008 a 31/08/2008
01/07/2008 a 31/07/2008
01/06/2008 a 30/06/2008
01/05/2008 a 31/05/2008


ETC...
Clique aqui para me indicar

Dê uma nota para meu blog


Stats...


Créditos






www.my-calorie-counter.com     The webs free Exercise Journal
www.my-calorie-counter.com     The webs free Exercise Diary
Wizard Animation


Niver de dois meses :)

 12/06/2008 primeira consulta com o cirurgião: 134 kg IMC 51

29/07/2008 dia da cirurgia: 129,8 kg IMC 50

29/08/08 um mês de cirurgia: 120 kg IMC 46

29/09/08 dois meses de cirurgia: 115,3 kg IMC 45

 

Emagrecí menos nesse segundo mês, mas estou feliz assim mesmo, pra quem estava com mais de 130 há alguns meses atrás e não saía dessa marca nem ficando à base de melancia dia e noite, tá bom :)

 

As calças já estão caindo, e as gordinhas conhecidas já começam a pedir minhas roupas. Eu pretendo apertá-las, se não vou ficar mais quebrada do que já estou hehehehe

 

Hj pra comemorar meu segundo mês, acabei vomitando  inventei de comer peixe frito e não caiu bem.

Hj fui caminhar e já levei minha primeira cantada kkkkkkkkk claro que sou casada e muito bem casada, amo meu marido, que é um gato, me aceitou obesa do jeito que eu sou, e não é gordo, antes que me perguntem,mas que é bom pra auto-estima, ah isso é. Pq eu só ouvia piadinhas de mal gosto, se sentir bonita é bom demais!

Por hoje é só :)

bjossssssssss e tenham uma ótima semana.

 



Postado por: Fofada às 13h48
[ ] | envie esta mensagem



O dia da cirurgia

Ainda não falei sobre o dia D.

 

 

Minha irmã

 

 

Fui internada na segunda-feira dia 28/07 à noite. Uma de minhas irmãs passou a noite comigo no hospital. Digamos que dormí 60% da noite. Benditos celulares com MP3, escutei minhas músicas favoritas durante a noite. Na terça-feira, seis horas da manhã, tomei banho e duas moças já vieram me buscar de maca pro Centro Cirúrgico. Aff dá um frio na barriga ser levada de maca e ver somente aquele teto branco. Fiquei lá dentro observando tudo. Depois de um tempinho, chegou uma moça. Ela se apresentou e me disse ser a instrumentadora, "sou a sua instrumentadora favorita" rs. Começou a organizar umas coisas e depois enfaixou as minhas pernas. Logo chegou um cara super zen. Sabe aqueles caras com os cabelos meio largados, precisando de um corte, todo despenteado? Pois é, assim é ou foi meu anestesista. hahahahaha Ele se apresentou e eu logo perguntei: mas vc é calmo assim? E ele respondeu: "quem tem que tá nervosa é vc!" kkkkkkkkkkkk Depois chegou um gatinho, um médico bem novinho, ajudante do cirurgião, creio eu. ele me perguntou se eu tava nervosa, eu disse que estava sim, mas que Deus estava no controle. Ele me parabenizou e disse que tinha orado por mim :)

Amarraram meus braços, fiquei tipo Jesus crucificado, só que deitada. Em um braço aquela coisa pra aferir a pressão, no outro um sei lá o que.Colocaram umas botas massageadoras em mim. O anestesista zen, disse que eu ia aspirar um aparelho, parecendo um nebulizador, e que ficaria meio tonta, mas que era normal. Confiei nele e apaguei.

Acordei na UTI, ainda com as botas massageadoras, grata por estar viva, agradecendo a Deus por ter dado tudo certo. Uma sede do cão e uma vontade enorme de fazer xixi. Trouxeram uma comadre pra eu fazer xixi mas não conseguí. Não sei que horas acordei, mas sei que ainda não era 4 da tarde. Minha irmã e esposo ficaram esperando acabar a cirurgia, e viram quando me levaram pro centro cirúrgico. Disseram que eu sorrí e falei com eles, mas eu não me lembro.

 

 

Eu com a camisola linda do hospital HCB

 

 

Estava com muito sono e só queria dormir. Aquela UTI é horrível, Fiquei perto de uma janela onde o sol batia e fazia um calor infernal. Toda hora mexia as pernas como o dr. Sérgio mandou e as botas saíam. Toda hora ia um auxiliar de enfermagem recolocar as botas e dizer que não sabia como eu as tirava. A fisioterapeuta foi me ajudar a levantar pra ir ao banheiro. Que tontura. Mas a vontade de fazer xixi foi maior que a tontura. Que alívio.

Ainda bem que a maior parte em que fiquei na UTI foi dormindo, salvo raras exceções que acordava devido pessoas que chegavam mal. Tinha uma jovem do meu lado que operou de aneurisma cerebral e uma senhora aos pés da minha cama.

 

 

 

 

No dia seguinte receberia alta da UTI e iria pro quarto. Sentia tanta sede, e aqui no DF é muito seco, que pedia à auxiliar pra molhar a minha boca. O chato era explicar isso pra cada auxiliar diferente que aparecia. Umas tinham medo de fazer isso e eu ter um treco, mas eu acabava convencendo, vencia elas pela insistência.

 

 

 

Queriam me dar um banho, banho de gato mesmo, passando umas toalhinhas úmidas pelo corpo. me recusei. Ainda mais que os auxiliares se ajudavam a dar banho nos pacientes, alí mesmo deitado na cama. Eu tinha visto darem banho  na velhinha que estavam aos pés da minha cama. Horrível. daí a minha auxiliar, pediu a um colega que a ajudasse me dar banho. Ouví ele perguntar: " é em uma gordona?" e ela "é" kkkkkk agora eu acho graça, mas  na hora, fiquei bufando de raiva, só não falei nada pq sentia muito sono. Me neguei mais ainda a tomar banho, e disse que no quarto meu marido me ajudaria. Por volta de 3 da tarde, tive alta da UTI e fui pro apartamento andando. Meu marido e filho estavam me esperando. tomei aquele banho, maravilhoso, e parece que um banho após uma cirurgia tem o poder de restaurar. percebí isso desde meu parto que foi cesáreo.

Depois tudo ok, muito sono, devido aos remédios pra dor. Caminhei pelo corredor do hospital, fiz exercícios com a fisioterapeuta. Respirar fundo dói muito após a cirurgia, nos primeiros dias, mas era um exercício necessário pros pulmões. Já saí do centro cirúrgico com a faixa abominal e a meia anti-trombo. As auxiliares de enfermagem sempre brincalhonas, diziam que daqui um ano eu estaria loira, pode? diziam que eu ia ficar igual a Gisele, hahahah e tantas outras brincadeiras :)

Essas fotinhas são as únicas que tirei no hospital, de celular mesmo, porisso estão tão feinhas.

 

Enfim, foi assim o dia da minha cirurgia, o dia da realização de um sonho.



Postado por: Fofada às 08h57
[ ] | envie esta mensagem



SUS deveria atender quem precisa fazer cirurgia de redução de estômago. Ontem, mulher que aguardava na fila morreu.

 

Vânia Jacinta tinha 41 anos e sofria de obesidade mórbida. Estava pesando 300 kg. Ela morreu nessa terça-feira (23) de manhã. De acordo com a família, depois de uma parada cardiorespiratória.

“Ela estava sofrendo muito. Agora, descansou”, comentou o pintor Jeová Jacinto, irmão de Vânia.

Jeová conta ainda que os últimos oito anos da irmã foram difíceis. Ela passou por vários hospitais, mas nunca conseguiu fazer a cirurgia de redução do estômago. “Todos os hospitais de Brasília têm a ficha dela. Pelo prontuário dá pra ver como ela lutou pra fazer essa cirurgia. É triste e duro demais da conta”, lamentou.

Era a auxiliar de educação Maria Jacinta que cuidava da irmã. Ela disse que no fim de semana o quadro de saúde de Vânia se agravou por causa da obesidade. “Minha irmã tinha asma, tinha problema de coração e insuficiência respiratória”, lembrou.

De acordo com os especialistas, a cirurgia de redução do estômago seria a solução para o problema. Infelizmente, a ajuda não chegou. “A cirurgia demorou porque ela estava na fila. O HUB tem uma fila e eles estavam preocupados com o risco cirúrgico dela. Precisava de todo aquele tratamento primeiro, para só depois operar”, explicou Maria Jacinta.

Vânia estava numa fila que hoje tem 650 pessoas. O Hospital Universitário de Brasília (HUB) é o único que faz a cirurgia de redução do estômago. Há três meses o governo prometeu credenciar mais uma instituição para reduzir a espera.

Maria, que já foi operada, reclama da falta de atenção para a doença. “As pessoas sofrem muito e ainda sofrem maus-tratos no hospital, pelos funcionários, porque é obeso e dá mais trabalho. Eu sei porque já passei por tudo isso”.

O Bom Dia DF procurou o HUB, mas ninguém da direção quis falar sobre o assunto.

 

Veja o vídeo dessa reportagem aqui http://http://dftv.globo.com/Jornalismo/DFTV/0,,MUL771735-10041,00-BOM+DIA+DF+DENUNCIA+DESCASOS+COM+A+SAUDE+PUBLICA.html 

EU AGRADEÇO A DEUS POR TER ME DADO A OPORTUNIDADE DE TER SIDO OPERADA EM TEMPO.



Postado por: Fofada às 10h52
[ ] | envie esta mensagem



Desde ontem queria postar, mas a porcaria do UOL engoliu meu post :( agora vamos lá, tudo de novo...

 

Estou muito feliz, pq a amiguinha que acompanha meu blog, a Vitória, lá do sul, decidiu fazer a gastroplastia e disse que meu blog a ajudou muito a tomar coragem. Já valeu a pena me sentar aqui pra falar da minha história. Ela não tem blog, mas assim que ela fizer um, se fizer, eu passo o link pra vcs :)

 

 

Na sexta-feira, fui inventar de limpar a geladeira da casa do meu pai. Pensei que já podia, afinal, já estou com 50 e poucos dias de operada. Também arrumei meu guarda-roupa, já que compramos um novo e precisava fazer a mudança das roupas. Pois bem, pensem em uma dor? Era do lado esquerdo da barriga, ao lado da cirurgia e logo abaixo do peito. Doeu a tarde inteira, à noite liguei pro dr. Sérgio que me passou um remédio. No sábado de manhã comecei a tomar o remédio, na noite de sábado pra domingo, chorei de dor. Graças a deus estou melhor. A gente só vê do lado de fora e pensa que de dentro tá tudo bem. O dr disse que devo ter me esforçado demais. Agora fico na minha.

 

Agradeço as dicas de vcs, de coisas pra fazer durante a tarde, o problema é que não dá pra caminhar a tarde inteira hehehehe e artesanato eu faço crochê, mas tb tem uma hora que cansa. Mas vou fazer um pouquinho de cada.

Amei a dica da Beth de olhar as vitrines de roupas e calçados e ficar namorando o que ainda vai me servir :)

Lú Máfia , não consigo comentar em seu blog de maneira nenhuma :(

 

Por enquanto é só

 

Beijossssssssssssssssss



Postado por: Fofada às 13h52
[ ] | envie esta mensagem



 

 

 

Preciso encontrar algo de bom pra fazer durante a tarde. Estou querendo ficar beliscando durante a tarde, o que não pode. sempre fui assim, à tarde é a hora em que mais como. Porisso que os médicos insistem em dizer, a cirurgia não é milagre. Comer horrores não dá, claro, não cabe. Mas beliscar, dá sim. como faço tudo que tenho a fazer pela manhã, de tarde dá aquele comichãozinho pra comer algo kkkkkkkkkkk

Bjossssssssssssss



Postado por: Fofada às 14h17
[ ] | envie esta mensagem



Continuando:

 

Desde a adolescencia, comecei a me consultar com nutricionista.Até hoje me lembro o nome dela e sei de cor a dieta de 1200 kcal que ela me passava. Ela sempre me encaminhava pra um endocrinologista no Hospital de Base do DF, mas nunca conseguia vaga. Depois de casada, em 2002, um conhecido começou a trabalhar no Hospital de Base e conseguiu uma consulta com a endócrino. Ah eu fiquei tão feliz! Até então nunca tinha tomado remédios pra emagrecer, acreditava que existia um remédio milagroso que tiraria todo o meu apetite voraz e que me emagreceria. bobinha... Cheguei na consulta toda feliz, vou logo pedir pra fazer a cirurgia de obesidade, pq ´na época lá fazia a cirurgia pelo SUS. A médica, simpaticíssima, pra não falar o contrário, começou logo a me mandar parar de comer bolo e tomar refrigerante. Será que ela pensa que eu engordava por só comer isso? Ela foi grossa, me disse que eu não suportaria essa cirurgia, que morreria com uma simples cirurgia no pé, pq era muito gorda e não teria cicatrização. que eu não suportaria apenas 20 ml de líquidos. Eu comecei a chorar.Meus sonhos, meus planos tinham todos ido por água abaixo. Comecei a chorar, e a grossa, me deu encaminhamento pro psiquiatra, pq eu tinha depressão. Ué, será que ela esperava um sorriso meu após ouvir aquelas grosserias? Consultei com o psiquiatra, comecei a tomar fluoxetina receitada por ele, mas não adiantava nada. Continuei me consultando com a Ogra, fiz vários exames de sangue, ela me receitou um remedio super caro na época, o Plenty, que tb não adiantou nada. por fim, deixei as consultas de lado, pq não via melhora.Fiquei em casa só comendo e engordando. meu marido começou a trabalhar em uma empresa que tinha convênio médico, e eu decidí marcar consulta com um outro endócrino. Um senhor bem simpático, mas não me pediu nenhum tipo de exame antes de me receitar remédio e tarja preta. Comecei a tomar Dualid. Emagrecí 13 kg em dois meses, saí dos 143 e fui para os 130 kg. Mas não menstruava, não dormia, sentia muita dor de cabeça...parecia um zumbi. Parei de tomar os remédios, pq ví que não estava legal. Depois de um mês, estava hipertensa e precisando tomar remédio pra pressão alta, aos 22 anos de idade. entrei e saí da academia várias vezes , na tentativa de emagrecer. dietas fiz várias, tanto de nutricionistas, de revistas, de modas, etc e nada dava resultado definitivo. E eu cada vez mais deprimida... pros 143 graças a Deus não voltei mais. Não passei dos 134. às vezes até emagrecia 12 kg na academia e me matando de fazer dieta, mas a força não era suficiente pra levar adiante. depois relaxava com a dieta e engordava tudo de novo.

E sempre procurava cirurgiões que aceitassem meu convênio pra cirurgia bariátrica. Até que em 2004 encontrei um. Dr. Lucas Seixas. ele operou uma conhecida que me deu o cartãozinho dele. Ah que felicidade quando marquei minha primeira consulta. Mas logo essa felicidade foi por água abaixo. Eu teria que pagar oito mil reais a ele. Comecei a chorar, mas levei adiante todos os exames operatório. Não sei de onde tiraria aquela quantia, mas sabia que precisava daquela cirurgia. A cirurgia seria por vídeo, já que fiquei com muito medo do que a ogra do Hospital de Base disse, que em mim não haveria cicatrização. Por fim, aquele médico, parcelou os oito mil pra mim, em suaes prestações. fiz todos os exames, a cirurgia foi marcada, pra o dia 09/06/2004, cairia num sábado. eu tinha muito medo, um medo inesplicável. Chegava a suar frio, meu coração ficava acelerado de medo de fazer a cirurgia. Na véspera da cirurgia, eu em casa em jejum, o pessoal do convênio, um convênio ótimo, que só tem fama, me avisou que não autorixou a cirurgia. O GOLDEN CROSS jogou um balde de água fria em mim. O médico me ligou, me mandando colocar na justiça, pq muitos pacientes operaram assim. eu nâo tive forças pra nada, só pra chorar. Minha família ficou aliviada, pq ninguém queria que eu operasse. acho que no fundo no fundo, tb fiquei aliviada. Voltei pra academia e decidí emagrecer em qquer custo. Me lembro que chorava na academia, na frente de todo mundo, era malhando e chorando. emagrecí 12 kg, com a ajuda de um prefessor muito querido e muita dieta claro. Mas não pude levar adiante, engordando tudo de novo. A Golden Cross me indicou outro médico, dr. Luís Fernando, que fazia a cirurgia aberta. tive medo e não quiz arriscar. depois fui lutando, nunca desistí. Decidí mudar de vida quando conhecí a história da Lira. Ler o blog dela me dava um ânimo, poderiam dizer que eu queria emagrecer por osmoze e tal, mas eu sentia força nas palavras que ela escrevia. Mas como tudo que é bom dura pouco... o blog se foi :(

Decidí tentar emagrecer até completar 30 anos, se não conseguisse, enfrentaria a cirurgia bariátrica. Depois me lembrei daquela Ogra do HBDF, daquelas palavras. Me dei conta, que o medo que eu tinha da cirurgia, foi por causa daquelas palavras que ela me falou. Aquilo entrou em mim como flexas e ficou em meu subconsciente. Pedí a Deus que me libertasse daquele medo, que anulasse aquelas palavras de maldição. Ví na internet falando sobre o dr. sérgio arruda. Marquei minha consulta, simpatizei muito com ele e não teria que pagar nada pela cirurgia. É com ele mesmo e vai ser logo! A promessa pra depois dos 30 anos? E se eu não vivesse até lá? Tomando 5 remédios pra pressão alta diariamente, 3 pela manhã e mais 2 pela noite? E se eu não tivessem ais convênio?

Minha primeira consulta com o dr Sérgio, foi dia 12/06 e fui operada dia 29/07. Batí o record!  Corrí, fiz todos os exames, tinha pressa, afinal quantos anos esperei pra operar? Graças a deus deu tudo certo, e continuará dando com fé em Deus :)

 

Portanto, é muito fácil dizer que essa cirurgia é o caminho mais fácil pra emagrecer. Não é não, é só uma arma, capaz de nos ajudar a emagrecer. quem faz uso dessa arma, vencerá. Viram como passei por muitas coisas antes de operar?

Que minha história  sirva de ânimo pra quem como eu tinha o sonho de ser operada. Mas não fique só sonhando em casa e comendo. tente outros meios, com certeza os anos de academia, tb me deram mais saúde e disposição e me deram uma melhor recuperação na cirurgia. Não foi fácil meu pós operatório, menstruada, tossindo, com diarréia, deprimida, sem sono... mas está valendo a pena :)

 

 

Já estou com 48 dias de operada. Hoje fui na nutricionista. Ela me receitou o Centrum e um friba pra melhorar o intestino, que anda muito preso. Agora já está tudo liberado, desde que seja bem mastigado. Se como rápido, se não mastigo, passo mal. Dói demais, só alivia se vomitar, e vomitar não pode!

Bom é isso.

Bjossssssssssssssssssssssss



Postado por: Fofada às 20h39
[ ] | envie esta mensagem



Continuando:

 

A adolescencia chegou e não foi diferente. Os colegas de escola faziam as brincadeiras mais bizarras e maldosas possíveis. Os garotos, sempre preferiam minhas colegas magrinhas pra namorarem. Devo ter tido um ou dois namorados, no máximo. Não encontrava roupas que me servissem e quando encontrava tinha que ser feito alguns ajustes, enlarguecer mesmo. Fujia da educação física na escola como o diabo da cruz. Em 1998, com 18 anos, resolví entrar na academia. Decidí emagrecer. Foi aí que encarei a sopa de cebola (eca!) e conseguí emagrecer 43 quilos a duras penas, em menos de 4 meses. Malhava 4 horas na academia todos os dias, e ainda ia pra escola a pé. Sem falar que sentia muita fraqeza por causa da sopa de cebola. Me sentí feliz nessa época, saía mais, me divertia, estava feliz. Foi aí que conhecí meu esposo. Começamos a namorar e logo eu engravidei. Saí da academia e continuei a comer como antes. Não houve reeducação alimentar, na época eu nem sabia o que era isso. Engordei 40 kg na gravidez, que foi de alto risco por causa desse excesso de peso aliado com pressão alta. Quando meu filho nasceu, já emagrecí 15 kg. Mas não conseguí emagrecer mais, não tinha forças pra ter um compromisso sério em mudar de vida, mudar meus hábitos alimentares de uma vez por todas. Pq fazer dieta por uma semana, eu até conseguia, mas só uma semana não bastava, tinha que ser um hábito, um estilo de vida. Força de vontade, todo obeso tem. se disserem pra um obeso que tomar óleo de copaíba toda manhã em jejum emagrece, ele seguirá a risca. O difícil, será tomar o tal óleo pelo resto da vida.

No próximo post falarei sobre meu relacionamento com os médicos, na luta pra emagrecer.

Continua.

 

Estou bem feliz, menos 3 kg off :) tb tenho caminhado todos os dias! Estou fazendo a minha parte para que minha cirurgia seja um sucesso.

Bjossssssssss e tenham uma semana abençoada :)



Postado por: Fofada às 10h07
[ ] | envie esta mensagem



Resumão

Como está no título, resolví fazer um "resumão" da minha história com a obesidade. Tenho ouvido muitas críticas sobre ter optado pela cirurgia bariátrica. Coisas do tipo: "vc não tentou fazer regime?", "a prima em terceiro grau da manicure de uma vizinha da minha tia fez essa cirurgia e morreu", "nossa vc é corajosa hen?" e tantas coisas que não me lembro agora. Quem tiver interesse em ler, seja bem vinda (o)! Vou tentar detalhar o máximo possível. Para tirar essas e outras dúvidas das pessoas, que me conhecem ou não. Também dos curiosos.

 

 

O INÍCIO

Eu sou a caçula de nove irmãos. Meus pais vieram de Minas Gerais para Brasília como tantos outros em busca de uma vida melhor. Venderam tudo o que tinham lá e vieram pra cá com a prole em busca de uma vida melhor. Enquanto essa melhoria não  chegava, passamos muitas dificuldades financeira. Fome, graças a Deua não passamos, mas necessidades, passamos várias. foi preciso minhas irmãs trabalharem em casa de família, se quizessem comprar roupa e outras cositas que adolescentes adoram. Meus irmãos tb aprenderam cedo a se virar. Vivíamos com o básico, o arrôz com o feijão mesmo. Se deixávamos comida no prato no jantar, ela era guardada para ser o café da manhã do dia seguinte. Não é fácil está em uma cidade diferente com nove filhos e ainda desempregado. Eu ia pra escola de havaianas, com uma saia azul que minha mãe mesma fazia e com a blusa da escola. Não tive brinquedos, naquela época não existia 1,99. Até que meu pai conseguiu um emprego, funcionário público. As coisas começaram a melhorar. Naquela época emprego público não pagava tão bem, mas era melhor que nada. Começamos a comer um pouquinho melhor e eu comecei a exagerar. Dos nove irmãos, somente eu sou obesa. Peguei um prazer pela comida, comia tanto que chegava a vomitar de tão cheia. Mas isso escondido da minha mãe, claro! Só sei que comecei a engordar aos oito anos de idade. Adorava comer a gordura da carne e minha mãe não sabia naquela época que não podia. Comecei a me isolar, já que na escola me colocavam apelidos lindos, como baleia, elefante, etc; e isso virava um ciclo vicioso, me guardava em casa a comer, não brincava, não fazia amizades... minha única amiga era a comida. Até meu irmão me zuava por ser gorda. Me sentia o patinho feio, rejeitada.

 

Continua no próximo post.

 

PS: Ontem resolví preparar uma pizza bem light: somente com presento de peru e muzzarela. Já que pão tá liberado, presunto de peru tb e muzzarela tb, resolví unir tudo em uma bela pizza. Só que realmente, presunto de perú, por mais que eu mastigue, não desce bem. Ainda não dá pra comer uma fatia de pizza, por menor que ela seja. Preciso esperar mais. Fiquei com aquela sensação de peso no estômago e com medo de que acontecesse algo ruim. graças a Deus passou.

Bjosssssss

 



Postado por: Fofada às 14h07
[ ] | envie esta mensagem


Layout By Luóka Templates www.luokatemplates.cjb.net